É bem verdade que nunca falta o que escrever. Não sou excepção. Mas mais do que escrever para alguém ler, a escrita tem em mim um efeito catártico. E é isso que procuro.
4.12.09

Pronto, pronto... Para quem tenha ficado escandalizado passo a explicar.

Na minha terra chama-se pichas aos camarões muito, mas muito pequenos. Por exemplo na terra do meu namorado é indecente dizer tal coisa, e assim sendo chamam-lhe camarão da costa, se não me engano.

Aquilo com cebola picada e temperado com um pouco de pimenta e azeite... Nhami! É um bocado carote mas uma vez não são vezes, certo?

Desde que namoro com o R. que aprendi que há certas coisas que se dizem para os meus lados que não devo dizer lá para cima. Ir à feira ou ao mercado e dizer: "Queria duas medidas de pichas" não é algo que ele me aconselhe. De tal modo que agora, na minha terra, já fico reticente quanto a chamar-lhe pichas. Mas tudo bem. Em meio familiar, pelo menos, continuo a usar o termo. Além disso é engraçado dizer que se comeu ou vai comer pichas. Eh eh eh...

Assim como este termo, há outros. Mas isso ficará para outra altura.

 

 

sinto-me: com fome de pichas
link do postPor Gita, às 10:27 

De
 
Nome

Url

Email

Guardar Dados?

Ainda não tem um Blog no SAPO? Crie já um. É grátis.

Comentário

Máximo de 4300 caracteres



Copiar caracteres

 



 
mais sobre mim
Dezembro 2009
D
S
T
Q
Q
S
S

1
2
3
4
5

6
7
8
9
11
12

13
15
16
19

20
22
23
24
25
26

27
28
30


arquivos
subscrever feeds
blogs SAPO