É bem verdade que nunca falta o que escrever. Não sou excepção. Mas mais do que escrever para alguém ler, a escrita tem em mim um efeito catártico. E é isso que procuro.
18.12.09

Maria Gita trabalha numa empresa grandinha, por assim dizer, e este é o segundo Natal que aqui estou. E nesta altura os fornecedores são uns "quidos" e oferecem imensas coisas, não a mim que sou uma mera administrativa, mas a quem ocupa cargos que lhes suscite interesse. Ele é garrafas, é merchandising, enfim... ontem até um canivete suíço recebi para o meu chefe. E então é ver toda a gente a levar coisas para os carros.

Mas eis que hoje o meu chefe teve reunião com um fornecedor, que, claro, lhe trouxe umas lembranças e o meu chefe deu-mas a mim. Simpático. Fui bafejada pelo Natal empresarial e eis que sairei hoje daqui com um whisky de 12 anos, uma agenda e um calendário.

Não me posso queixar. No ano passado também partilhou. Deu-me uma garrafa de vinho e um paio de porco preto. Bem bom, por sinal.

Há chefes simpáticos. O meu tem lá o seu feitiozinho, porque todos temos e ele não é excepção, mas prima pela simpatia e sobretudo boa educação.

Só é pena que não saiba até quando cá vou estar, mas isso é outra conversa.

 

 

sinto-me: bafejada pelo Natal
link do postPor Gita, às 14:51  comentar


 
mais sobre mim
Maio 2010
D
S
T
Q
Q
S
S

1

2
3
4
5
6
7
8

9
11
12
14
15

16
17
18
19
20
21
22

23
24
25
26
27
28
29

30
31


posts recentes
arquivos
blogs SAPO