É bem verdade que nunca falta o que escrever. Não sou excepção. Mas mais do que escrever para alguém ler, a escrita tem em mim um efeito catártico. E é isso que procuro.
3.12.09

Boas!

 

Nem sei por onde começar. Não que tenha muito que dizer. Muito pelo contrário. Desta vez estou a escrever apenas porque tenho sono e preciso de me manter acordada. Não é que me falte o que fazer, mas de momento falta-me é a vontade. Ela há-de surgir.

Esta luminosidade de inverno dá-me sono, que hei-de eu fazer. Isso aliado ao facto de estarmos no período pós almoço em que o corpo por si só já pede uma sesta... Não admira!

 

Falemos deste cantinho. Eu venho aqui "escrevinhar" umas coisas mas eu sei perfeitamente que é para o boneco porque ninguém tem conhecimento deste blog e se alguém aqui vem parar por engano, mais depressa sai do que entra, dada a sua falta de interesse.

Voltando atrás, minto: o meu namorado sabe que iniciei um blog. Mas também não sabe mais do que isso. É claro que quando o assunto vem à baila ele fica roído porque não lhe digo o endereço. Quero tornar este blog um pouco mais eu. Quero tê-lo um bocadinho só para mim. Mais tarde dir-lhe-ei.

Para já, quero fazer disto o que me der na gana. Falar do que me apetecer e quando me apetecer. E se não quiser falar, faço birra e não falo. É meu! É todo meu!

E pronto, foi o meu momento de egoísmo. Mas é um egoísmo saudável.

Mas aceito sugestões de temas, caso alguém aqui apareça ao engano. Eu não bato e muito menos mordo. Sou meiguinha, a sério.

 

Venham as "sugerências"!

 

 

sinto-me: numa de escrever
link do postPor Gita, às 15:09  comentar


 
mais sobre mim
Maio 2010
D
S
T
Q
Q
S
S

1

2
3
4
5
6
7
8

9
11
12
14
15

16
17
18
19
20
21
22

23
24
25
26
27
28
29

30
31


arquivos
subscrever feeds
blogs SAPO