É bem verdade que nunca falta o que escrever. Não sou excepção. Mas mais do que escrever para alguém ler, a escrita tem em mim um efeito catártico. E é isso que procuro.
1.4.10

Eis que após nove longos meses ele é nosso. E não, não se trata de um filho, apesar de se poder dizer que esteve aqui em causa um parto difícil. Somos finalmente proprietários do terreno onde iremos construir a nossa casa. Foi hoje a escritura. Para mim foi mais uma estreia e mais uma oportunidade para ficar escandalizada com os valores que se cobram por míseros papéis. Maldita burocracia!

Mas enfim... Alegria alegria! É nosso. Já temos oficialmente duas nespereiras, uma macieira e videiras, se bem que estas últimas atrapalham a construção, pelo que serão destruídas.

E como ando de poucas palavras fico-me hoje por aqui. É pouco mas o que me enche o espírito é muito.

E como vou andar ocupada, uma boa Páscoa para todos (que não são muitos).

 

sinto-me: proprietária
link do postPor Gita, às 21:38  comentar


 
mais sobre mim
Maio 2010
D
S
T
Q
Q
S
S

1

2
3
4
5
6
7
8

9
11
12
14
15

16
17
18
19
20
21
22

23
24
25
26
27
28
29

30
31


posts recentes
arquivos
subscrever feeds
blogs SAPO