É bem verdade que nunca falta o que escrever. Não sou excepção. Mas mais do que escrever para alguém ler, a escrita tem em mim um efeito catártico. E é isso que procuro.
30.4.10

Ufa, acabei aquela maldita tradução. Mas acho que perdi anos de vida. Não sei se alguma vez quererei voltar a traduzir livretes. Muito argh.

Estou oficialmente cansada. Digo oficialmente porque há sempre um quê de cansaço num ou noutro dia. Mas agora é uma sensação estranha de peso sobre o peito e por vezes respirar torna-se cansativo. Precisava de uma escapadela que fosse, uma fuga à rotina. Em Maio do ano passado conseguimos ir acampar num fim-de-semana prolongado mas este ano não parece presentear-nos com essa circunstância. E não me apetece montar a tenda e logo depois desmontá-la. Soube-me muito bem. A ver vamos se conseguimos inventar qualquer coisinha que seja. Sem gastar muito, claro, já que se aproximam tempos difícieis. E não me estou a referir ao clima económico-financeiro mas sim ao facto de termos a casa para construir. Um dia apresento aqui mais pormenores, quem sabe não há ideias, experiências.

Para já fico por aqui. Há que recomeçar lentamente. Bom fim-de-semana.

 

sinto-me: exausta


 
mais sobre mim
Maio 2010
D
S
T
Q
Q
S
S

1

2
3
4
5
6
7
8

9
11
12
14
15

16
17
18
19
20
21
22

23
24
25
26
27
28
29

30
31


arquivos
blogs SAPO